Associação Portuguesa de Contabilistas

DECLARADA DE UTILIDADE PÚBLICA

A apoiar, formar e informar desde 1975

Conteúdo

  • DEZ ANOS DO COLAPSO DO LEHMAN BROTHERS (3)

  • O PACTO DE ESTABILIDADE E CRESCIMENTO E A SUPERVISÃO ORÇAMENTAL: O QUE SÃO AS MEDIDAS “ONE-OFF”? (4)

  • HISTÓRIA DA PROFISSÃO CONTABILÍSTICA EM PORTUGAL, COM ESPECIAL INCIDÊNCIA PARA O SÉCULO XVIII (10)

  • AVALIAÇÃO DO AXIOMA DA EFICÁCIA DA TEORIA NEOPATRIMONIALISTA NA AVALIAÇÃO DE EMPRESAS (17)

  • O RISCO DE CRÉDITO E O “PRICING” NAS VENDAS A PRAZO DAS EMPRESAS COMERCIAIS – PARTE I (28)

Ler a RCF…

  • A AVALIAÇÃO DA OCDE AO SISTEMA DE ENSINO SUPERIOR, INVESTIGAÇÃO E INOVAÇÃO EM PORTUGAL (3)
  • A Evolução dos Impostos Especiais sobre o Consumo na União Europeia (4)
  • A razão de ser da internacionalização (14)
  • CUSTEIO BASEADO EM ATIVIDADE – ABC NA ATIVIDADE ELÉTRICA: O caso de uma indústria de geradores de Francisco Beltrão – Paraná, Brasil. (18)
  • Reservas (26)

Ler a RCF…

  • A CONTABILIDADE DOS PARTIDOS POLÍTICOS (3)
  • A supervisão orçamental Europeia: Como a Comissão Europeia estabelece um cenário de políticas invariantes (“no policychange”)? (4)
  • Revisitando o Relatório da Monitor Company (11)
  • O Controlo Interno e o Modelo conceptual do COSO1 (26)
  • O risco e a combinação dos ativos (32)

Ler a RCF…

  • A AUDITORIA REVISITADA (3)
  • Os passivos das entidades auditadas e a sua relação com o tipo de relatório de auditoria: uma análise empírica (4)
  • A Ação 7 do BEPS: Questões Pendentes em Matéria de Estabelecimentos Estáveis (17)
  • Guia para um estudante candidato a Contabilista Certificado: os regulamentos da Ordem dos Contabilistas Certificados (29)
  • A pertinência da função do contabilista e o anexo (37)

Ler a RCF…

  • ÁS ORDENS … (3)
  • As taxas de Imposto sobre o Rendimento das Sociedades na Europa e o efeito na competitividade (4)
  • O sistema financeiro em Portugal (15)
  • Aumento e redução do capital e ações(quotas) próprias (22)
  • Introdução às medidas de rendibilidade e risco – dois ou mais ativos (25)
  • O CONCEITO DE BENS, DIREITOS, E OBRIGAÇÕES (30)

Ler a RCF…

  • BEM PREGA FREI TOMÁS … (3)
  • AS FINANÇAS PÚBLICAS E AS ALTERAÇÕES AO ORÇAMENTO DO ESTADO (2001-2015) (4)
  • UMA ANÁLISE COMPARATIVA DAS DIFERENTES FIGURAS DE COOPERAÇÃO EMPRESARIAL (15)
  • RESERVAS (21)
  • INTRODUÇÃO ÀS MEDIDAS DE RENDIBILIDADE E RISCO – UM SÓ ATIVO (25)CONCEITO DE ATIVO E PARCIALIDADES CIENTÍFICAS (27)

Ler a RCF…

  • LOCAÇÕES – A NOVA VISÃO (3)
  • RISCO OPERACIONAL: ESPECIFICIDADE DO SETOR FINANCEIRO OU REALIDADE EMPRESARIAL? (4)
  • ESTRATÉGIAS DEFENSIVAS EM OPERAÇÕES PÚBLICAS DE AQUISIÇÃO REALIZADAS EM PORTUGAL – PERÍODO DE 1991 A 2014 (16)
  • OS DETERMINANTES DA INSTABILIDADE DO SISTEMA FISCAL: UMA RETROSPETIVA ENTRE 1989 E 2014 (28)

Ler a RCF…

  • PROCESSOS FISCAIS ELEVADOS, GRANDES CONTRIBUINTES E MEGA OPERAÇÕES …(3)
  • BAXTER, SOLOMMONS E EDEY: O TRIUNVIRATO DA LSE (4)
  • CONSTITUIÇÃO, FINANÇAS PÚBLICAS E UNIÃO ECONÓMICA E MONETÁRIA:
    UMA RELAÇÃO TRIANGULAR (IM)POSSÍVEL? (15)
  • UTILIZAÇÃO DOS MODELOS DE REGRESSÃO (MÉTODO DOS MÍNIMOS QUADRADOS) COM BANDAS DE CONFIANÇA (23)

Ler a RCF…

  • O SISTEMA DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA PARA AS ADMINISTRAÇÕES PÚBLICAS – SNC-AP (3)
  • BAXTER, SOLOMMONS E EDEY: O TRIUNVIRATO DA LSE (4)
  • O RECURSO A PROCEDIMENTOS DE AUDITORIA FINANCEIRA NO COMBATE À FRAUDE E EVASÃO FISCAIS (15)
  • GOVERNO DAS SOCIEDADES E RESPONSABILIDADE SOCIAL: ESTUDO DE CASO DAS EMPRESAS DO PSI20 (24)

Ler a RCF…

  • AS NOVAS REGRAS NA AUDITORIA (3)
  • IMPARIDADES E O CÓDIGO DAS ATIVIDADES ECONÓMICAS (CAE) (4)
  • OS SUBSÍDIOS AO INVESTIMENTO NA DEMONSTRAÇÃO DOS FLUXOS DE CAIXA (BREVE NOTA) (18)
  • A REFORMA DO CÓDIGO DO IRS DE 2015: UM CONTRIBUTO PARA UMA MAIOR EQUIDADE FISCAL? (20)
  • O PACTO DE ESTABILIDADE E CRESCIMENTO E AS NOVAS REGRAS: ATÉ ONDE VAI A FLEXIBILIDADE ORÇAMENTAL? (25)
  • O PROCEDIMENTO DE DESEQUILÍBRIOS MACROECONÓMICOS (MACROECONOMIC IMBALANCE PROCEDURE) (31)

Ler a RCF…

  • OS CURSOS TÉCNICOS SUPERIORES PROFISSIONAIS (TeSP) (3)
  • TEORIAS DA CONTABILIDADE: PLURALIDADE DE ABORDAGENS (4)
  • OS SISTEMAS POSTULACIONAIS DE FLINT E LEE NUMA PERSPETIVA HISTÓRICA: EVIDÊNCIAS DA AUDITORIA COMO FENÓMENO SOCIAL (8)
  • O QUE SÃO AS CONTAS NACIONAIS E O SISTEMA EUROPEU DE CONTAS?(21)
  • ELEMENTOS DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS: ANÁLISE DA SUA DEFINIÇÃO E RECONHECIMENTO (25)
  • RECONHECIMENTO E ACLAMAÇÃO NA CONTABILIDADE: O “AUSTRALIAN ACCOUNTING HALL OF FAME” (28)

Ler a RCF…

  • A DISCUSSÃO NECESSÁRIA (3)
  • YUJI IJIRI: O CRIADOR DA “TEMA” (4)
  • A PERFORMANCE DO DESEMPENHO FINANCEIRO DAS PPPS: O CASO DAS SCUTS ENTRE 2003-2009 (22)
  • A DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA E AS DIFICULDADES NO TRATAMENTO DOS FLUXOS DAS DIFERENTES ATIVIDADES (27)

Ler a RCF…

  • JUSTO RECONHECIMENTO (3)
  • O BALANCED SCORECARD COMO INSTRUMENTO INTEGRADOR DA GESTÃO DE RISCO (4)
  • CONTABILIDADE VS FINANÇAS VS ANÁLISE FINANCEIRA: RUTURA OU COMPLEMENTARIDADE (10)
  • O ACORDO DE COMÉRCIO UE-EUA E O SECRETISMO DAS NEGOCIAÇÕES (16)
  • RECONHECIMENTO E ACLAMAÇÃO NA CONTABILIDADE: O “ACCOUNTING HALL OF FAME” (FINAL) (26)

Ler a RCF…

  • OS CUSTOS DA COMPETITIVIDADE (3)
  • EDWARDS E BELL: “A TEORIA E A MENSURAÇÃO DO RESULTADO EMPRESARIAL” (4)
  • REPORTING FINANCEIRO: CONFRONTO ENTRE DUAS ABORDAGENS AXIOMÁTICAS (18)
  • IMPOSTO SOBRE OPERAÇÕES FINANCEIRAS: UMA VISÃO GLOBAL (22)
  • COMPLEXIDADE DOS MERCADOS FINANCEIROS (27)
  • RECONHECIMENTO E ACLAMAÇÃO NA CONTABILIDADE: O “ACCOUNTING HALL OF FAME” (CONTINUAÇÃO) (35)

LER A RCF…

  • CRIME … E CASTIGO (3)
  • OS PREÇOS DE TRANSFERÊNCIA NA PERSPETIVA DA GESTÃO. ESTUDO DE CASO (4)
  • A CONTABILIZAÇÃO PARA O SETOR PÚBLICO DAS PARCERIAS PÚBLICO PRIVADAS À LUZ DAS IPSAS: O CASO PORTUGUÊS (16)
  • GESTÃO DA INFORMAÇÃO E PRODUTIVIDADE, NAS INSTITUIÇÕES DE ENSINO SUPERIOR VISTAS COMO INSTITUIÇÕES SEM FINS LUCRATIVOS (20)
  • ESTUDO DE CASO – A RELEVÂNCIA DO JUSTO VALOR NAS PROPRIEDADES DE INVESTIMENTO. O CASO PARTICULAR DA SONAE SIERRA (23)
  • RECONHECIMENTO E ACLAMAÇÃO NA CONTABILIDADE: O “ACCOUNTING HALL OF FAME” (CONTINUAÇÃO) (26)

LER A RCF…

  • INVESTIGAÇÃO, DESENVOLVIMENTO, COMPETIVIDADE (3)
  • O DR. GASTAMBIDE FERNANDES DEIXOU-NOS (4)
  • RECONHECIMENTO E ACLAMAÇÃO NA CONTABILIDADE: O “ACCOUNTING HALL OF FAME” (5)
  • O LEASING E A ASSIMETRIA DE INFORMAÇÃO (17)

LER A RCF…

  • DEFLAÇÃO… E INFLAÇÃO (3)
  • SWEENEY: “A CONTABILIDADE ESTABILIZADA” (4)
  • ADOLESCÊNCIA DA CONTABILIDADE POR PARTIDAS DOBRADAS EM PORTUGAL: O PAPEL DE UM AMIGO DO MARQUÊS DE POMBAL, JOSÉ FRANCISCO DA CRUZ (1717-1768) (20)
  • CONCEITOS FUNDAMENTAIS DO PROCESSO DE AUDITORIA NÃO PERCECIONADOS OU NÃO COMPREENDIDOS PELO PÚBLICO EM GERAL E GERADORES DO EXPECTATION GAP (25)

LER A RCF…

  • FIM DE UM CICLO… E INÍCIO DE OUTRO (3)
  • CANNING: A ECONOMIA DA CONTABILIDADE (4)
  • O REGIME JURÍDICO DA ATIVIDADE EMPRESARIAL LOCAL E DAS PARTICIPAÇÕES LOCAIS: A FUNÇÃO DE FISCALIZAÇÃO (13)
  • A SITUAÇÃO ATUAL DA AUDITORIA EM CABO VERDE (22)
  • A IMPORTÂNCIA DAS FERRAMENTAS INFORMÁTICAS DE ANÁLISE DE DADOS NA DETEÇÃO DE FRAUDES (34)

LER A RCF…

  • UM TÍTULO QUE REQUER URGENTE ESCLARECIMENTO (3)
  • MATTESSICH: O CRIADOR DA “CoNAT” (4)
  • AUDITORIA: UMA ATIVIDADE DE CONTÍNUO JULGAMENTO (15)
  • A NOVA DIRETIVA DA CONTABILIDADE DA UNIÃO EUROPEIA (21)

Ler a RCF…

  • UMA DESRESPONSABILIZAÇÃO INCOMPREENSÍVEL (3)
  • MacNEAL: “A VERDADE NA CONTABILIDADE” (4)
  • CONTABILIZAÇÃO DOS INVENTÁRIOS DE ACORDO COM OS US GAAP,
    AS IFRS E O SNC (17)
  • RODÍZIO DE FIRMAS DE AUDITORIA NA OPINIÃO DE INVESTIDORES
    BRASILEIROS (19)
  • A ORGANIZAÇÃO DA PROFISSÃO CONTABILÍSTICA – II (29)
  • TOMADA DE POSSE DO PRESIDENTE DA CNC (33)

Ler a RCF…

  • REGRESSO A PASSADOS DE MÁ MEMÓRIA? (3)
  • CHAMBERS: O CRIADOR DA “COCOA” (5)
  • O RECONHECIMENTO… MAIS DO QUE UM PROCESSO CONTABILÍSTICO (15)
  • ORGANIZAÇÃO DA PROFISSÃO CONTABILÍSTICA (17)
  • O INVESTIMENTO DIRECTO ESTRANGEIRO NO CONTEXTO DA CRISE ACTUAL (20)
  • A HARMONIZAÇÃO CONTABILÍSTICA INTERNACIONAL (29)
  • A APC E A LEI DAS ASSOCIAÇÕES PÚBLICAS PROFISSIONAIS (31)

Ler a RCF…

  • Importante… mas incompleto (3)
  • Ética e Contabilidade (4)
  • Gastos ocultos e viabilidade empresarial (11)
  • A Associação Portuguesa de Contabilistas e a Comissão de Normalização Contabilística (17)
  • Esclarecendo um desconhecedor que expressa opiniões erradas (23)
  • A intervenção dos  profissionais de Contabilidade e de Auditoria na esfera do desenvolvimento sustentável (sustentabilidade) (25)
  • Reflexões sobre as Normas  Internacionais de Contabilidade (27)

Ler a RCF…

  • CONTINUAMOS AGUARDAR QUE SE FAÇA JUSTIÇA (3)
  • O JUSTO VALOR E A ÉTICA NA CONTABILIDADE E NOS NEGÓCIOS (4)
  • O PARADIGMA DA AUDITORIA BASEADA NO RISCO: ALGUMAS REFLEXÕES CRÍTICAS (9)
  • A PROBLEMÁTICA DA LEGALIZAÇÃO DAS SOCIEDADES DE CONTABILISTAS E DE AUDITORES EM CABO VERDE (13)
  • EQUIDADE EM SAÚDE (18)
  • A CNC DEPOIS DO DECRETO-LEI N.º 134/2012 (23)
  • A COMEMORAÇÃO DO DIA DO ISCAL E DOS 253 ANOS DA CRIAÇÃO DA AULA DO COMÉRCIO (23)

Ler a RCF…

  • FEZ-SE… MEIA JUSTIÇA (3)
  • O JUSTO VALOR E OS RISCOS DE FRAUDE ASSOCIADOS A PASSIVOS (4)
  • PAINEL ATUAL DA APLICABILIDADE DO CÓDIGO DE ÉTICA E DEONTOLOGIAPROFISSIONAL DOS TÉCNICOS OFICIAIS DE CONTAS
  • AUDITORIA, COMPLIANCE E GOVERNANÇA: ALIADOS NO COMBATE E PREVENÇÃO À LAVAGEM DE DINHEIRO EM INSTITUIÇÕES FINANCEIRAS NO BRASIL (29)
  • AINDA A PROPÓSITO DO TÍTULO DE CONTABILISTA (37)
  • HOMENAGEM AO DR JOSÉ RITA BRAZ MACHADO (42)

Ler a RCF…

  • PREVALECEU O BOM SENSO (3)
  • O JUSTO VALOR  E OS RISCOS DE FRAUDE ASSOCIADOS A ATIVOS (4)
  • OS MODELOS DE FINANCIAMENTO DO ENSINOSUPERIOR: UMA ANÁLISE DA SITUAÇÃO EM PORTUGAL (16)
  • ANÁLISE DOS PRINCIPAIS PAPERS DE CONTABILIDADE E AUDITORIA PUBLICADOS NOS JOURNALS INTERNACIONAIS DE LÍNGUA INGLESA (22) 

Ler a RCF…

  • A (IN)UTILIDADE DOS RANKINGS (3)
  • A NOVA ESTRUTURA CONCEPTUAL DO IASB (4)
  • REVISOR OFICIAL DE CONTAS E/OU AUDITOR? (12)
  • A ANÁLISE MATRICIAL DE RISCO: UMA ABORDAGEM INTEGRADA (14)
  • ALTERAÇÕES NOS QUADROS LEGAIS DA CONTABILIDADE E DA AUDITORIA NA UNIÃO EUROPEIA (18)
  • DO OVO DE FABERGÉ AOS PARADIGMAS DE GESTÃO: AS NOVAS TEMÁTICAS
    DA CONTABILIDADE (21)
  • COGITANDO SOBRE ESPECIALISTAS HONORIS CAUSA (31)

Ler a RCF…

  • UM PROBLEMA CUJA RESOLUÇÃO MUITO URGE (3)
  • MENSURAÇÃO / VALORIZAÇÃO DE ACTIVOS E DE PASSIVOS (4)
  • ANÁLISE DE DADOS (9)
  • A ESCOLA DE COMÉRCIO DE LISBOA (12)
  • O REI VAI NU. PENSANDO EM ESTRATÉGIA (18)
  • A RELEVÂNCIA DA ANÁLISE ECONÓMICO-FINANCEIRA NO PROCESSO DE
    FINANCIAMENTO EMPRESARIAL (24)
  • ESMIUÇANDO O SITE DA CNC (31)

Ler a RCF…

  • REGRESSO À ORIGEM (3)
  • FORMAÇÃO DE CONTABILISTAS: ALGUMAS REFLEXÕES (4)
  • A “VIDA” DE UMA CRISE: COMO PREPARAR O FUTURO? (6)
  • CONTRATO E OBRIGAÇÃO DE SUPRIMENTOS (14)
  • A INTEGRAÇÃO DE PORTUGAL NA UNIÃO EUROPEIA: BREVE BALANÇO (24)
  • “ACIM – A CHANGE IN MANAGEMENT” (31)

Ler a RCF…

  • FINALMENTE! (3)
  • EXPLORANDO A RELAÇÃO ENSINO-CONTABILIDADE: GENEALOGIA DA AULA DE COMÉRCIO LISBOETA (4)
  • A PROBLEMÁTICA CONTABILÍSTICA DAS EMPRESAS AGRÍCOLAS (13)
  • CERTIFICAÇÃO LEGAL DAS CONTAS CONSOLIDADAS: PROCEDIMENTOS E
    RELACIONAMENTO DOS ROC ENVOLVIDOS (20)
  • CONTRIBUIÇÃO PARA UM MUSEU DA CONTABILIDADE (27)
  • XXII SEMINÁRIO INTERNACIONAL DO CILEA (30)

LER A RCF…

  • A NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA DAS MICROEMPRESAS (3)
  • ALGUMAS FERRAMENTAS DE ANÁLISE DE INVESTIMENTOS À LUZ DA TEORIA DAS RESTRIÇÕES (4)
  • EL DESAROLLO DE XBRL EN ESPAÑA. BALANCE DE UNA DÉCADA (16)
  • A ADOPÇÃO PELA PRIMEIRA VEZ DO SNC: ENTIDADES ABRANGIDAS E
    DIVULGAÇÕES OBRIGATÓRIAS (17)
  • SERÁ QUE A “CONTABILIDADE CRIATIVA” AUMENTARÁ COM O SNC? (23)
  • CONTRIBUTO PARA A NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA DAS MICROENTIDADES (27)

LER A RCF…

  • A CONTABILIDADE E AS MICROEMPRESAS (3)
  • A PROFISSÃO DE CONTABILISTA E O ENSINO DA CONTABILIDADE (4)
  • A APPC E A CONTABILIDADE DAS ENTIDADES SEM FINS LUCRATIVOS (6)
  • DESARROLO DE LA CONTABILIDAD DE GESTIÓN EN ESPAÑA: UNA VISIÓN
    A TRAVÉS DE LOS TRABAJOS DE AECA (7)
  • ESCLARECIMENTOS SOBRE OS MODELOS DAS DEMONSTRAÇÕES FINANCEIRAS
    CONSTANTES DO SNC (10)
  • AS NORMAS INTERNACIONAIS DE AUDITORIA CLARIFICADAS (19)
  • A APPC E A COMPOSIÇÃO DA COMISSÃO DE NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA (21)
  • XIV ENCONTRO DA AECA (23)

LER A RCF…

  • A CRISE E A REDE DE ENSINO SUPERIOR PÚBLICO EM PORTUGAL (3)
  • O “BALANCEAMENTO ENTRE BENEFÍCIO E CUSTO” NO SNC (4)
  • ELEMENTOS PARA A COMPREENSÃO DO XBRL (7)
  • RECENTES DESENVOLVIMENTOS DA CONTABILIDADE EM CABO VERDE (10)
  • ENTREVISTA A JOSÉ BRAZ MACHADO (13)
  • MAIS UM PREGO NO CAIXÃO… DA NORMALIZAÇÃO CONTABILÍSTICA (18)
  • O EVA COM MÉTRICA DE VALOR (20)

LER A RCF…

  • Notícias da APPC (3)
  • Índice dos Trabalhos Publicados em 2009 na RCF(4)
  •  Editorial: APPC – Três Comemorações no Início da Nova Década, de Carlos Baptista da Costa (5)
  • A Actividade Comercial no Porto Oitocentista, de José Manuel Pereira (6)
  • Irá o SNC Contribuir para a Qualidade da Informação Contabilística?, de Luís Cracel Viana (12)
  • Auditoria Fiscal versus Auditoria Financeira, de Miguel Gonçalves (15) 
  • Recentes Desenvolvimentos da Contabilidade em Moçambique, de Mussagi Aly Cassamo (21) 
  • Contabilidade e Terminologias em Mudança, de Rogério Fernandes Ferreira (23) 
  • A Contabilidade e as suas Relações com a Economia, de Joaquim Fernando da Cunha Guimarães (24) 
  • A Transição do POC para o SNC, de João Rodrigues (27) 
  • As Diferenças de Expectativas em Auditoria, de Mariana Pesquita, Mónica Pinhal e Nuno Oliveira (28) 
  • Crise Económica Internacional e Vulnerabilidades das PME Portuguesas, de António Castro, Bruno Anjos, Sandra Esteves e Teresa Magalhães (33) 
  • In Illo Tempore… de Carlos Baptista da Costa (36) 
  • Os Recentes Desenvolvimentos da Auditoria nos Estados Unidos da América, de Carlos Barbosa, Carlos Pinto e Vítor Gonçalves (37) 
  • Estrutura Organizacional da Contabilidade no Brasil, de José António de França, Juarez Domingues Carneiro e Maria Clara Cavalcante Bugarim (45) 
  • Recortes de Imprensa (47) 
  • Próximos Congressos de Contabilidade (49) 
  • XIV Encontro da AEC (50)

LER A RCF… 

Copyright © 2017 APC – Associação Portuguesa de Contabilistas Todos os Direitos Reservados.

No announcement available or all announcement expired.